Siga o Instituto Formar   

Fonoaudióloga convesa sobre audição com aprendizes

Os “Cuidados com a audição” foi o tema de palestra exclusiva para aprendizes na sede do Instituto Formar,  nesta quarta, dia 5. 
 
Com bastante experiência no ambiente corporativo, a fonoaudióloga, Larissa Silveira Nebias, que atua nas empresas Raizen e Delphi, explicou detalhes do trabalho de saúde auditiva para colaboradores nas companhias. “A atuação fonoaudiológica em empresas pode ser fundamental na elaboração de programas de prevenção das perdas auditivas e de saúde vocal, em trabalhadores expostos a ruídos e produtos químicos”, explica.
 
A fonoaudióloga esclareceu que o laboratórios de saúde instalados nas empresas estão preparados para atender os colaboradores e os aprendizes. Entre as ações de prevenção estão os protetores auriculares, equipamento essencial para a proteção auditiva dos trabalhadores.
 
De acordo com Larissa, as consequências de ruídos podem ser graves. “Perda por ruído não recupera mais porque as células morrem, por isso, o foco preventivo é extremamente importante”, explica.
 
Entre as curiosidades destacadas pela fonoaudióloga, foi o uso incorreto de cotonete para a limpeza dos ouvidos. “O cotonete não foi feito para limpar ouvidos, não é recomendado e é importante ter cera, pois ela protege a entrada de corpos estranhos no canal auditivo”, disse. Larissa recomenda que os ouvidos sejam limpos com toalha ou papel higiênico.
 
“Com a idade, naturalmente todos perdem audição. Homens a partir de 40 anos e mulheres um pouco mais tarde. Por isso, temos que prevenir agora para não termos dificuldade no futuro”, observou a fonoaudióloga, Larissa Nebias. 
 
Dentro do ambiente das empresas, é necessário tomar alguns cuidados de prevenção como: observar os sinais de EPI´s; uso correto de protetores auriculares; fazer higienização diária do protetor; não usar o protetor molhado; procurar um fonoaudiólogo ou técnico de segurança do trabalho sempre que necessário.
 
 
Fique alerta para alguns sintomas de perda auditiva:
 
- Zumbido no ouvido;
- Tontura;
- Irritação, alteração do humor, cansaço excessivo e dor de cabeça após a jornada de trabalho;
- Som alto da tv;
- Dificuldades para ouvir o que as pessoas falam ao telefone;
- Dificuldades para entender um diálogo produzido por mulheres ou crianças;
- Escuta, mas não entende o que as pessoas falam;
- Dificuldades para ouvir sons agudos como campainha, alarmes e telefone.
 
Em tempo: Caso seja percebido algum sintoma, o recomendado é consultar o médico otorrinolaringologista.
 
Cobertura de fotos: https://goo.gl/3nuXi8
 
 
Assessoria de Imprensa: Luciana Corrêa (MTB 31881) 
Telefone: (19) 3402-5573 
E-mail: assessoria@ozoniopropaganda.com.br
 
Imagem

NEWSLETTER

Assine e receba em seu e-mail informações sobre o Formar.

Seu nome
Seu e-mail

INTRANET

Copyright © 2012 | Formar - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ozonio Interativa