Siga o Instituto Formar   

Instituto Formar promove a roda de conversa 'Cultivando a Vida'

Aprendizes e pais participaram do encontro com as profissionais do CAPS

 

Os pais e aprendizes do Instituto Formar participaram no dia 14 de setembro, da roda de conversa dentro da programação do Setembro Amarelo – uma campanha de prevenção contra o suicídio.

 

O encontro teve como palestrantes a terapeuta ocupacional Ana Carolina Toniolo e a psicóloga e coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), Cristiane Aparecida Florentino Alves Lima que fizeram um alerta sobre os comportamentos que podem indicar o caminho do suicídio.

 

De acordo com a coordenadora, os sintomas se apresentam de forma diferente em cada ser humano. “O adoecimento psíquico pode se manifestar de forma diferente para cada pessoa, porém, alguns fatores como histórico de depressão, transtornos mentais, podem aumentar o risco de uma tentativa ou mesmo da efetivação do suicídio”, alerta.

 

A psicóloga comentou que ultimamente nota-se um aumento nos comportamentos autolesivos. “As ideações suicidas têm chegado com bastante frequência no Caps e percebemos que essa questão dos comportamentos autolesivos é a expressão do sofrimento, às vezes, as pessoas entendem como frescura, vontade de chamar a atenção, mas na verdade é um indicativo de angústia, principalmente nessa faixa etária onde o adolescente está em desenvolvimento”, explicou Cristiane. Os fatores da própria adolescência acabam também estimulando essa pressão, seja na questão das cobranças que a sociedade impõe ou mesmo na falta de esperança.

 

Alguns fatores que podem culminar em suicídio na adolescência foram apontados no encontro devido à fase de transformações, necessidade de aceitação e pertencimento, transformações biológicas e psíquicas e a falta de relação interpessoal. “Percebemos que a desesperança e o desamparo estão na base de todo esse adoecimento psíquico, então entendemos que enquanto sociedade, precisamos nos unir dando um suporte para o adolescente e para a família”, declarou a psicóloga.

 

 

Serviço:

Centro de Atenção Psicossocial (Caps)

Serviço público, gratuito, não é necessário encaminhamento médico. Crianças de 5 a 17 anos devem estar acompanhadas pelo responsável.

Contato: (19)3434-4732

 

 

 

 

Assessoria de Imprensa: Luciana Corrêa (MTB 31881)

Telefone: (19) 2534-9503 / 99706-7630

E-mail: assessoria@ozoniopropaganda.com.br

 

 

Cristiane Aparecida Florentino Alves Lima e Ana Carolina Toniolo do Caps (Foto: Ozonio Imprensa)

NEWSLETTER

Assine e receba em seu e-mail informações sobre o Formar.

Seu nome
Seu e-mail

INTRANET

Copyright © 2012 | Formar - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ozonio Interativa