Siga o Instituto Formar   

População doa mais de 20 toneladas aos desabrigados de MG

Cidadãos, empresas de Piracicaba e cidades circunvizinhas deram um belo exemplo de solidariedade ao doarem esta semana mais de 20 toneladas de donativos que serão entregues aos desabrigados de cidades atingidas pelo desastre ambiental no município de Mariana (MG).
 
A população surpreendeu com o volume de doações efetuado em apenas quatro dias de campanha. Os donativos lotaram as dependências do Instituto Formar graças à generosidade dos piracicabanos e de moradores da região.
 
“A solidariedade da população comoveu a todos que passaram pelas imediações, já que é latente a necessidade de colaborar com os sobreviventes do desastre ambiental de Minas Gerais, pessoas que perderam absolutamente tudo e com a ajuda dos brasileiros poderão recomeça. Muitos voluntários e a nossa incansável equipe de colaboradores estiveram presentes para ajudar na organização e na logística dos itens arrecadados”, declarou o gerente administrativo do Instituto Formar, Fábio do Amaral Sanches.
 
Artigos e produtos diversos como roupas, sapatos, colchões, alimento não perecível, produtos de higiene pessoal e milhares de galões de água mineral chegarão à Governador Valadares (MG) nesta sexta (20) e ficarão sob a responsabilidade da organização SOS Global que se incumbirá de coordenar a distribuição dos itens à população.
 
Desastre ambiental
 
No dia 5 de novembro, foram rompidas as barragens do Fundão e de Santarém, da mineradora Samarco, que ficam no subdistrito de Bento Rodrigues, a 35 km do centro do município de Mariana, cidade histórica mineira a 124 km de distância de Belo Horizonte.
 
O subdistrito foi tomado pela lama que saiu das barragens e ficou devastado. A avalanche destruiu a maioria dos imóveis. Mais de 600 pessoas ficaram desabrigadas e foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. Eles abandonaram as casas e fugiram para partes altas do distrito, mas afirmaram que nenhum sinal de alerta foi emitido. A Samarco admitiu que avisou moradores somente por telefone. Os desabrigados estão hospedados em hotéis e pousadas da região. 
 
Segundo relatório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 50 milhões de metros cúbicos de lama foram liberados no ecossistema. É quantidade suficiente para encher 20 mil piscinas olímpicas. A onda de lama primeiro destruiu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, e depois chegou ao Rio Doce, causando problemas para 15 municípios mineiros e do Espírito Santo.
 
 
Assessoria de Imprensa: Luciana Corrêa (MTB 31881) 
Telefone: (19) 3402-5573 
E-mail: assessoria@ozoniopropaganda.com.br
Imagem

NEWSLETTER

Assine e receba em seu e-mail informações sobre o Formar.

Seu nome
Seu e-mail

INTRANET

Copyright © 2012 | Formar - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ozonio Interativa